Géssica Hellmann & Alex Oliveira

Missão: Registramos neste blog nossas pesquisas e nosso pensamento profissional sobre produção e marketing de conteúdo.



Siga-nos!

   Perfil no Google Plus Feeds RSS


Gostou? Divulgue!

Você tem um blog e gostou de nosso conteúdo? Adicione um botãozinho para nós em seu blogroll. Basta copiar o código a seguir!

O resultado será:
Pesquisa - Redação - Projetos Editoriais



Direitos Autorais

O conteúdo deste blog é protegido por direitos autorais. Se você quiser reproduzir na web qualquer conteúdo originalmente publicado aqui, lembre-se de atribuir a autoria a Géssica Hellmann & Cia. Ltda e incluir um link direto para página de onde copiou o conteúdo.
Licença Creative Commons

Licença Creative Commons
Para mais detalhes, consulte nossa página sobre Direitos Autorais

Protegido contra plágio

Protected by Copyscape Online Plagiarism Test


Tribunais lideram Marketing de Conteúdo Jurídico

Arquivos: , , ,

Autor: Géssica Hellmann | Data: 24/09/2012 |


Perfil do Conselho Nacional de Justica (CNJ) no Facebook - Promoção da cidadania com imagens agradáveis

Perfil do Conselho Nacional de Justica (CNJ) no Facebook – Promoção da cidadania com imagens agradáveis

Na série de artigos sobre marketing jurídico que publicamos há alguns meses, destacamos a excelente oportunidade representada pelas mídias sociais para a implementação de um competente e ético programa de comunicação mercadológica para os escritórios de advocacia. No entanto, ainda observamos uma grande resistência por parte desse segmento quanto à adoção dessas práticas.

A resistência à ideia de adotar o marketing em mídias sociais não é exclusiva dos escritórios brasileiros. Um estudo recente da Strathclyde University detectou que apenas 10% dos escritórios de advocacia escoceses estão usando ativamente o Twitter para se comunicar com clientes potenciais em busca de aconselhamento.

Entretanto, alguns tribunais e órgãos do PoderJudiciário brasileiros vêm assumindo a liderança nas mídias sociais, mantendo perfis muito informativos e úteis para a população em geral. Por exemplo, o perfil do Conselho Nacional de Justiça no Facebook adotou a política de informar os cidadãos sobre seus direitos e promover a cidadania, em linguagem leve, de fácil entendimento por não especialistas, sempre recorrendo ao auxílio de imagens agradáveis e potencialmente compartilháveis.

O perfil no Facebook do Superior Tribunal de Justiça publica conteúdo extremamente variado, incluindo até o sorteio de um livro.

O perfil no Facebook do Superior Tribunal de Justiça publica conteúdo extremamente variado, incluindo até o sorteio de um livro.

Já o perfil do Superior Tribunal de Justiça espelha a intensa produção de conteúdo do STJ em outras mídias, com a divulgação de podcasts e notícias, com forte ênfase nas decisões do tribunal e nas suas consequências para a população em geral. Trata-se de perfil com conteúdo bastante variado, incluindo até o sorteio de um livro.

Perfil no Facebook do Tribunal Regional Federal da 5a-regiao (TRF5) - Excelente trabalho de curadoria de conteúdo

Perfil no Facebook do Tribunal Regional Federal da 5a-regiao (TRF5) – Excelente trabalho de curadoria de conteúdo

Uma tática alternativa é a empregada pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região, que concentra seus esforços na curadoria de conteúdo relevante para seu público, com destaque para as notícias que envolvem o próprio tribunal ou seus servidores.

Concluímos a partir da análise das estratégias por esses órgãos do Poder Judiciário que é, sim, possível e recomendável a adoção das mídias sociais como instrumento de comunicação com os públicos dos escritórios de advocacia. Seguindo os modelos adotados pelos tribunais e procedendo às devidas adaptações indispensáveis a cada caso, os escritórios de advocacia podem beneficiar todo o mercado e a própria sociedade, exercendo o papel de disseminadores de informação jurídica qualificada para quem dela necessita.







Artigos relacionados

Os comentários estão fechados.