Géssica Hellmann & Alex Oliveira

Missão: Registramos neste blog nossas pesquisas e nosso pensamento profissional sobre produção e marketing de conteúdo.



Siga-nos!

   Perfil no Google Plus Feeds RSS


Gostou? Divulgue!

Você tem um blog e gostou de nosso conteúdo? Adicione um botãozinho para nós em seu blogroll. Basta copiar o código a seguir!

O resultado será:
Pesquisa - Redação - Projetos Editoriais



Direitos Autorais

O conteúdo deste blog é protegido por direitos autorais. Se você quiser reproduzir na web qualquer conteúdo originalmente publicado aqui, lembre-se de atribuir a autoria a Géssica Hellmann & Cia. Ltda e incluir um link direto para página de onde copiou o conteúdo.
Licença Creative Commons

Licença Creative Commons
Para mais detalhes, consulte nossa página sobre Direitos Autorais

Protegido contra plágio

Protected by Copyscape Online Plagiarism Test


Pesquisa: o perfil do brasileiro na internet

Nossos amigos do US Media Consulting mais uma vez publicaram uma utilíssima compilação de dados de pesquisa que permitem traçar um retrato bastante completo do consumidor brasileiro na internet. Confira a seguir alguns resultados.

Perfil do consumidor brasileiro na internet: quantos fazem compras por impulso? Fonte: Latin Link. Gráfico por Géssica Hellmann & Cia.

Perfil do consumidor brasileiro na internet: quantos fazem compras por impulso? Fonte: Latin Link. Gráfico por Géssica Hellmann & Cia.

Da pesquisa conduzida pela IAB Brasil e ComScore chamada “Brasil Conectado 2”, conclui-se inevitavelmente que a melhor maneira de falar com o consumidor brasileiro na atualidade é a internet.

  • 74% dos consumidores brasileiros pesquisam na internet os produtos que pretendem comprar.
  • 70% dos brasileiros costumam visitar os sites que veem em anúncios.
  • 66% visitam a loja que esteja sendo anunciada.
  • 63% são induzidos por anúncios online a desejar adquirir produtos anunciados na internet.
  • 69% afirmam que a internet é o meio mais fácil de fazer compras.
  • 63% se sentem seguros em usar o cartão de crédito para fazer compras online.
  • 58% preferem ver publicidade incorporada em vídeos online em vez de pagar para ver o conteúdo.
  • 23% já fizeram compras usando seus smartphones e um número ainda maior já fez compras usando um tablet.

Já uma pesquisa da IPC Marketing revela diversos agregados sobre o consumo no Brasil.

  • O consumo do brasileiro crescerá 10% em 2013 em comparação com 2012, ultrapassando a marca dos 3 trilhões de reais.
  • A classe B tem o maior poder compra (48% do consumo nacional) somando gastos iguais a 1,3 trilhão de reais.
  • O consumo da classe C1, somando 518 bilhões de reais, praticamente empatará com o da classe A, que deve chegar a 539 bilhões de reais.
  • Os principais produtos e serviços em que o brasileiro gasta seu dinheiro são manutenção do lar (25%), saúde e higiene pessoal (9%), transporte (7,5%), material de construção (5%), vestuário e calçados (4,7%), viagens e lazer (3,5%), educação (2,5%), aparelhos eletrônicos (2,2%) e móveis e produtos para o lar (1,8%).
  • Estudo da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços mostrou que as compras com cartões de crédito em 2012 somaram 26% do consumo doméstico, contra 16% em 2007.
  • O brasileiro é o segundo maior consumidor de produtos eletrônicos do mundo, segundo pesquisa da Accenture, com gasto anual médio de 1.080 dólares.
  • 85% dos brasileiros fazem compras por impulso, segundo pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC).
  • Os turistas brasileiros gastaram mais de 6 bilhões de dólares em viagens ao exterior no primeiro trimestre de 2013.
  • 63% dos brasileiros recomendam produtos nas redes sociais, segundo pesquisa da Rakuten.

Consequências para as empresas brasileiras

A conclusão inevitável dos dados acima – e de todas as pesquisas sérias que você queira investigar – é que o brasileiro está disposto a usar a internet antes, durante e depois de gastar o seu dinheiro nos produtos de que necessita.

Nós pesquisamos na internet os produtos em oferta. Usamos a internet para comprar. Recomendamos os produtos que compramos para outros consumidores.

E ainda há quem tenha “medo” de investir em marketing na internet.

De fato, as empresas brasileiras deveriam ter um medo crescente de não investir em marketing na internet. A cada dia que passa, mais e mais consumidores brasileiros aderem com todo o entusiasmo à mídia internet, gastando cifras astronômicas nesta mídia. Quem investir de forma inteligente e estratégica nesta mídia, morderá a maior fatia e deixará os hesitantes comendo poeira.

Vença o medo de investir na internet. Fale com a gente usando o formulário abaixo. Nós temos a estratégia certa para sua empresa conquistar o consumidor brasileiro na internet.







Artigos relacionados