Géssica Hellmann & Alex Oliveira

Missão: Registramos neste blog nossas pesquisas e nosso pensamento profissional sobre produção e marketing de conteúdo.



Siga-nos!

   Perfil no Google Plus Feeds RSS


Gostou? Divulgue!

Você tem um blog e gostou de nosso conteúdo? Adicione um botãozinho para nós em seu blogroll. Basta copiar o código a seguir!

O resultado será:
Pesquisa - Redação - Projetos Editoriais



Direitos Autorais

O conteúdo deste blog é protegido por direitos autorais. Se você quiser reproduzir na web qualquer conteúdo originalmente publicado aqui, lembre-se de atribuir a autoria a Géssica Hellmann & Cia. Ltda e incluir um link direto para página de onde copiou o conteúdo.
Licença Creative Commons

Licença Creative Commons
Para mais detalhes, consulte nossa página sobre Direitos Autorais

Protegido contra plágio

Protected by Copyscape Online Plagiarism Test


SEO (otimização de sites) e sites em ASP

Arquivos:

Autor: Alex Oliveira | Data: 01/09/2008 |


O Google e demais buscadores são ferramentas de eficiência, temos que admitir, impressionante. Mas têm limitações também aparentemente inacreditáveis. Por exemplo, sites desenvolvidos em ASP e PHP costumam ser muito bem rastreados mas, em certas ocasiões, enfrentam sérios problemas de indexação. Não sei se minha percepção está errada mas, pelas minhas observações, vejo uma maior quantidade de problemas de SEO nos sites desenvolvidos em ASP do que nos desenvolvidos em PHP.

Na última semana, vi idêntico problema ocorrer em dois sites, www.madrugaosuplementos.com.br e www.mmexpositores.com.br. Embora os sites tenham navegação impecável do ponto-de-vista do usuário final, os buscadores simplesmente estavam se recusando a rastreá-los corretamente. A investigação desse problema intrigante motivou uma interessante troca de correspondência com meu amigo Tárcio Zemel, do site “Desenvolvimento para Web“, que reproduzo a seguir:

“Olá, Tárcio!
Atendendo clientes é que a gente aprende de verdade o monte de questões de desenvolvimento que causam problemas de SEO.

Estive quebrando a cabeça com o caso de dois clientes com sites em ASP, que não exibem páginas com endereços HTML, mas páginas de resultados de pesquisa para as categorias do banco de dados.

O Google e o Yahoo simplesmente se recusam a indexar todas as partes das URLs de páginas de busca que vêm após o “?”. Para o Google, existe apenas uma página: produtos.asp!

Aí, fica dífícil. Se, no caso, a parte após o “?” é um identificador de um registro do banco de dados. Exemplo:

http://www.mmexpositores.com.br/detalhe2005pop.asp?cod=202

Nesse caso, a indexação é normal. Mas, se é uma página de consulta ao banco de dados (query) ele ignora.

Gostaria que você comentasse esses casos, me corrigindo se minhas observações estiverem imprecisas ou incorretas. Não entendo grande coisa de ASP e PHP e bancos de dados”.

A pronta resposta do Tárcio foi a seguinte:

“Bem, é isso, mesmo, o que você disse. O Google e demais buscadores têm imensa dificuldade quando o assunto são endereços de página dinâmicas… Não sei bem como é isso, se é realmente algo extraordinariamente difícil de se implementar para uma equipe Google da vida; ou se eles simplesmente quiseram “punir” quem ainda opta por ter endereços assim. O fato é que acontece isso mesmo o que você falou.

Uma boa solução para isso seria “reescrever” as URLs em tempo real; quer dizer, torná-las mais amigáveis aos buscadores. Veja, por exemplo, como são os artigos do WordPress e outros CMS. Apesar de esses sistemas também buscarem informações em bancos de dados, o endereço dos artigos fica muito “amigável” aos buscadores, com todas as palavras-chave, etc.

No caso de um servidor Apache (que roda o PHP), eu saberia te indicar exatamente o que fazer, que seria instalar (se já não estivesse) um módulo que se chama mod_rewrite, que serve justamente para fazer isso. Então um endereço como você me mostrou

http://mmexpositores.com.br/produto.asp?busca=1&dep=Araras%20de%20chão

Poderia ficar assim:

http://mmexpositores.com.br/produto/busca/araras-de-chao.html

Ou alguma outra coisa neste sentido.

Mas, como disse, essa é uma solução para o servidor Apache. Confesso que não entendo nada sobre ASP, e não saberia dizer se ele também roda sob este servidor (se não me falha a memória, acho que o servidor ASP é IIS). Se for o caso, então dê uma olhadinha nesta página com vários exemplos/tutoriais sobre o mod_rewrite. Agora, se não for o caso, infelizmente não saberia como fazer, embora acredite que deva existir algo que faça a mesma coisa no servidor que roda o ASP.

Bem, Alex, o que está ao meu alcance sobre o que você apresentou é isso. Sobre fazer um artigo a respeito, pode ficar à vontade de colocar em seu blog. Como, na verdade, eu nem ajudei muito, mesmo, nem precisa fazer nenhuma referência, ou algo assim… 🙂

Espero ter ajudado e, qualquer coisa, pode enviar mensagem que, se eu souber, terei o maior prazer em responder!”

O lado bom da resposta do Tárcio é que a analogia foi perfeita e o webmaster da MM Expositores, Walter Edelstein, implementou a solução rapidamente… Imagine se eu não daria crédito a quem me ajuda a ajudar um cliente!

Também vale reproduzir aqui a conversa que tive por MSN sobre esse mesmo assunto com o desenvolvedor Wellington “Argon” V. Santos, webmaster da Decora Brasil, especializado em ASP. A solução que ele apresentou, é claro, não é a única possível, como ele mesmo fez questão de ressaltar, mas vale publicar aqui, pois pode ajudar outro webmaster em situação semelhante:

“Alex Oliveira diz (10:35):
Sabe aquele cliente com páginas em ASP que o Google não indexa?
www.mmexpositores.com.br
Bem, o Google continua não indexando.

Argon diz (10:35):
Sim

Alex Oliveira diz (10:36):
Fiz uma consulta a um amigo e ele fez um diagnóstico com base em uma analogia com PHP. Ele é fera em PHP mas não entende de ASP.

Argon diz (10:36):
Mas eles já alteraram. Agora o link manda para a página produtos.asp?variaveis.=$¨%$&%%&

Alex Oliveira diz (10:39):
Sim.

Argon diz (10:39):
Gostaria de reescrever os URLs nele também?

Alex Oliveira diz (10:39):
O que eu queria ver contigo é o caminho da solução para URLs amigáveis em ASP.

Em PHP é mod_rewrite, pelo que disse o Tárcio.

Argon diz (10:40):
Então, em ASP, eu faço com Server.Transfer.
È que não é o único comando que uso.
O que eu fiz na configuração do servidor, eu redireciono a página de erros 404 (file not found) para uma página asp (rewrite.asp). Nessa pagina asp, eu leio o URL que a pessoa tentou acessar.. exemplo: http://dominio.com.br/produtos/35/expositores/araras-de-chao.html

ou seja:

– Pelo /produtos eu sei que ele quer listar uma categoria

– Pelo /35 eu sei o codigo da categoria que ele quer listar.

– E com o server.transfer eu o encaminho(exibo) ele para a pagina categorias.asp?id=35 sem mudar a url.”

Estão aí as dicas. Se você tem um site em ASP ou PHP e está tendo enxaquecas com sua indexação no Google, lembre-se de verificar se o problema está nas suas URLs.

[Editado em 11/12/2012: A discussão acima, interessante por seu valor histórico, pode ser considerada hoje praticamente obsoleta, já que o mercado praticamente não se considera mais aceitável o desenvolvimento de novos websites com URLs não amigáveis aos buscadores. Por outro lado, tanto o Google quanto o Bing dispõem hoje de sistemas em que o webmaster pode ensinar a esses buscadores como lidar com os parâmetros de seus URLs. Mantivemos o artigo porque ele pode ser útil a quem eventualmente deseje melhorar o seu site antigo sem instalar um CMS mais moderno]

Precisa de ajuda? Entre em contato pelo formulário abaixo!







Artigos relacionados

Os comentários estão fechados.