Géssica Hellmann & Alex Oliveira

Missão: Registramos neste blog nossas pesquisas e nosso pensamento profissional sobre produção e marketing de conteúdo.



Siga-nos!

   Perfil no Google Plus Feeds RSS


Gostou? Divulgue!

Você tem um blog e gostou de nosso conteúdo? Adicione um botãozinho para nós em seu blogroll. Basta copiar o código a seguir!

O resultado será:
Pesquisa - Redação - Projetos Editoriais


Direitos Autorais

O conteúdo deste blog é protegido por direitos autorais. Se você quiser reproduzir na web qualquer conteúdo originalmente publicado aqui, lembre-se de atribuir a autoria a Géssica Hellmann & Cia. Ltda e incluir um link direto para página de onde copiou o conteúdo.
Licença Creative Commons

Licença Creative Commons
Para mais detalhes, consulte nossa página sobre Direitos Autorais

Protegido contra plágio

Protected by Copyscape Online Plagiarism Test


SEO (otimização de sites) e Marketing: combinando otimização de sites com AdWords para atingir metas de faturamento

Arquivos: , , ,

Autor: Alex Oliveira | Data: 25/11/2008 |

Na semana passada, recebi um contato de um empresário com dúvidas sobre otimização de sites que vive uma situação de mercado relativamente complicada, mas bastante comum. Assim, decidi publicar aqui as características gerais do caso, bem como um esboço da solução de SEO e AdWords preconizada para essa empresa, com o intuito de ajudar as pessoas que vivem situações semelhantes.

Esse empresário é um varejista que revende uma grande gama muito variada de peças e componentes para equipamentos eletrônicos, dentro de uma faixa de preços unitários que varia entre 99 centavos e mais de 500 reais. Seus clientes são, em sua maioria, profissionais e empresas de assistência técnica.

Essa empresa tem objetivos bem claros de faturamento mínimo mensal com as vendas no site. Assim, os objetivos de marketing dessa loja online impõem uma tarefa muito específica para o SEO. Não basta simplesmente aumentar a visitação do site ou sequer a quantidade total de produtos vendidos: é preciso que o volume total de vendas através do site gere um valor específico em reais desejado pela empresa.

Por outro lado, o custo de vender um produto através do site é praticamente idêntico para qualquer que seja o valor do produto. Precisamos, portanto, focalizar o valor do tíquete médio na estratégia de otimização do site dessa empresa.

Note bem: esse empresário quer vender todos os seus produtos através do site, desde os mais baratos até os mais caros. Mas quer também, simultaneamente, vender uma quantidade maior dos produtos mais caros.

Resumindo o problema em uma única frase: “Eu quero vender de tudo, mas quero vender uma quantidade maior de meus produtos mais caros”.

Esse desejo se justifica por duas razões. Um percentual muito elevado de vendas de baixo valor elevam os custos sobre as vendas sem garantir o retorno desejado. Por outro lado, quando indaguei sobre a possibilidade de estabelecer um valor mínimo para vendas através do site – tática muito comum – ele me informou que essas vendas de baixo volume são importantes para conquistar mercado, na medida em que se trata de uma empresa nova na internet e ainda está conquistando credibilidade. Esse empresário acredita que muitas das compras de baixo valor são testes feitos por clientes que, caso tenham uma boa experiência de compra, comprarão volume maior no futuro. Além disso, essas vendas de pequeno valor também são importantes para manter o estoque girando e gerar algum fluxo de caixa.

Vamos analisar o problema dessa empresa do ponto de vista do marketing e do SEO.

Quando o objetivo é aumentar o faturamento de uma loja, há três estratégias básicas possíveis:

1 – Aumentar o movimento global da loja, ou seja, o número de visitas ao site.
2 – Aumentar o índice de compra por mil clientes que visitam a loja. Em miúdos, quantos visitantes, em cada mil, efetivamente compram alguma coisa.
3 – Aumentar o valor do tíquete médio, isto é, o valor do gasto médio em reais de cada cliente que faz uma compra através do site.

O melhor dos mundos, logicamente, é atingir todos os objetivos ao mesmo tempo. Mas, matematicamente, se você aumentar pelo menos um dos fatores acima mantendo os demais fatores constantes, é certo que o faturamento de sua loja vai aumentar.

Um problema é a incerteza quanto ao “manter os demais fatores constantes”. Será que, se eu dobrar o movimento da sua loja, o índice de compra por mil clientes e o valor do tíquete médio vão se manter constantes?

Quando analisamos o problema do ponto-de-vista do SEO, permitimo-nos duvidar da última hipótese. Uma análise das palavras-chaves mostra que a maior quantidade de buscas mensais é por palavras que levam aos produtos de menor valor unitário, o que nos permite supor que a maior parte dos clientes obtidos através de técnicas de otimização de sites estará primariamente interessada nos produtos de menor valor unitário.

Paradoxalmente, quanto melhores forem os resultados do programa de SEO, muito provavelmente, menor será o valor do tíquete médio nesse site!

Nosso problema, portanto, consiste em levar um número de visitantes aos produtos de maior valor unitário que seja desproporcionalmente maior do que o que pode ser obtido pelo SEO isoladamente.

Para começar, esse tipo de empresa não pode se dar ao luxo de se satisfazer com posições fracas nos resultados orgânicos das buscas por palavras-chaves ligadas a seus produtos de mais alto valor. Assim que o site aparecer abaixo da quinta posição em uma dessas buscas, ele precisa ativar os anúncios em links patrocinados, com lances suficientemente altos para aparecer sempre no topo.

Em segundo lugar, mesmo que os rankings nas buscas por todos os seus principais produtos estejam sempre acima da primeira dobra (isto é, nos cinco primeiros resultados), algo sempre difícil de garantir, o fato é que igual bom desempenho nas buscas pelos produtos mais baratos sempre pode comprometer o valor do tíquete médio.

Assim, além de combinar o SEO com AdWords para pesquisas, essa empresa precisa utilizar outros tipos de publicidade para anunciar exclusivamente seus produtos de mais alto valor. Ele precisa usar a rede de conteúdo do AdWords com uma estratégia diferenciada que pode incluir diversos formatos de anúncios gráficos, além de explorar as possibilidades de veicular anúncios em canais específicos, segmentados e com público qualificado, sempre com o objetivo de promover os produtos de mais alto valor.

Esquematicamente, a estratégia recomendada é a seguinte:

SEO -> Volume de pedidos para giro de estoque e vendas unitárias

AdWords para pesquisas -> Garantia de posicionamento nas pesquisas por produtos mais caros

Rede de Conteúdo do AdWords/Canais segmentados -> Visitas de público especificamente interessado nos produtos de mais alto valor -> Reforço no valor do tíquete médio

Esse modelo de estratégia de SEO e SEM aplica-se a uma variedade de situações de mercado. Lembre-se de que SEO é parte de seu marketing e, portanto, deve trabalhar em sintonia com os objetivos mais amplos do seu negócio. O SEO deve participar de seu planejamento de marketing como uma ferramenta a serviço de seus fins e não como um fim em si mesmo, pois rankings no Google são quase sempre bem-vindos mas, como vimos neste caso, podem não ser suficientes para realizar a totalidade de seus objetivos de marketing online.

[EDIÇÃO EM 17/09/2009: Agradecimentos especiais a Mateus Andrade de Moraes, Diretor de Planejamento e Conteúdo da Monte Web, pelas sugestões de correções gramaticais no texto deste artigo.]

Precisa de ajuda? Entre em contato pelo formulário abaixo!







Os comentários estão fechados.