Géssica Hellmann & Alex Oliveira

Missão: Registramos neste blog nossas pesquisas e nosso pensamento profissional sobre produção e marketing de conteúdo.



Siga-nos!

   Perfil no Google Plus Feeds RSS


Gostou? Divulgue!

Você tem um blog e gostou de nosso conteúdo? Adicione um botãozinho para nós em seu blogroll. Basta copiar o código a seguir!

O resultado será:
Pesquisa - Redação - Projetos Editoriais



Direitos Autorais

O conteúdo deste blog é protegido por direitos autorais. Se você quiser reproduzir na web qualquer conteúdo originalmente publicado aqui, lembre-se de atribuir a autoria a Géssica Hellmann & Cia. Ltda e incluir um link direto para página de onde copiou o conteúdo.
Licença Creative Commons

Licença Creative Commons
Para mais detalhes, consulte nossa página sobre Direitos Autorais

Protegido contra plágio

Protected by Copyscape Online Plagiarism Test


Saia da zona de conforto para conhecer seu público alvo

Arquivos: , , , ,

Autor: Géssica Hellmann | Data: 13/08/2010 |


Jimmy Curley, 50 anos, avô de 5 netos, com muito bom humor escreve um artigo no blog do John Carlton sobre a sua visão de homem de marketing sobre a série Crepúsculo.

Além de um homem de negócios experiente, Curley é um redator excelente, devo enfatizar. Muito observador, afirma que aprende muitas lições de marketing e vendas observando o comportamento das pessoas no dia a dia.

Sua neta de 16 anos o convida para assistir o filme “Eclipse”, da série Crespúsculo. Se você não sabe a que se refere o filme, não se preocupe, isso demonstra apenas que você não mantém muito contato com o público pré-adolescente.

Utilizando as palavras bem humoradas de Jimmy Curley, “o filme é baseado em uma série de livros escrita por Stephanie Meyers sobre ‘Edward’, um vampiro sexy, sexy… Bella, uma garota nem tão bela assim, é perdidamente apaixonada pelo sexy vampiro. E depois há o lobisomem descamisado ‘Jacob’, que também é apaixonado por Bella. E o lobisomem e o vampiro… , ou seja, essencialmente todos garotos bonitos do mundo estão disputando a atenção de uma adolescente, simples e desajeitada, Bella…”

Jimmy afirma que é neste ponto onde começa a parte divertida da história:

Logo após assistir ao filme com sua neta, Jimmy leu uma resenha da série Eclipse escrita por David AP Germain afirmando que o filme era “bobo”.

O que o crítico do filme não entendeu é que os produtores que ganharam e continuam ganhando muito dinheiro com a série do filme não possuem a mesma opinião. Hollywood há muito tempo já se mostrou especialista em marketing e venda de filmes.

Em resumo, não há como agradar a todos. Você escolhe um público alvo, e oferece a ele benefícios específicos.

Os produtores, provavelmente reunidos em uma sala a portas fechadas, olharam os gráficos e disseram “Veja isso: as meninas pré-adolescentes cheias de hormônios movimentam bilhões de dólares!”

Assim como o crítico Germain, talvez você também considere boba a história do filme. Mas esse não é o ponto. A neta de 16 anos de Jimmy adorou o filme, bem como vários milhões de meninas adolescentes no mundo inteiro. E não só assistiram os filmes, como se tornaram fãs da série Crepúsculo, movimentando mais de 100 milhões de dólares adquirindo adesivos, camisetas, posteres, cadernos…

Este é o ponto.

Mas o que isso tem a ver com o marketing da sua empresa?

É preciso conhecer o seu público alvo. Oferecer a ele soluções para seus problemas, alimentar seus sonhos.

Esta informação tem que ir muito além da teoria, ou do achismo. Pergunte aos seus clientes quais são os seus problemas. Se os seus clientes não tiverem problema algum, não há nada que você possa oferecer a eles.

A web nos permite conhecer mais intimamente nossos clientes potenciais do que muitas pesquisas tradicionais de mercado. Esteja atento aos blogs, fóruns, redes sociais. Confira sobre o que as pessoas falam e do que elas gostam.

Depois de definir qual é o público para o produto que você deseja oferecer, refine ainda mais a segmentação desse público.

Segundo Jimmy Curley, muitos empresários preferem a zona de conforto e tentam atacar um público genérico. Quando você sai da zona de conforto e descobre um nicho ainda mais específico, você encontra o “sweet spot” do seu mercado-alvo. É neste momento que os lucros são mais eficientes e rápidos.

Quando preferimos permanecer na zona de conforto, podemos deixar de ganhar muito dinheiro. É por isso que devemos mudar para melhor mesmo quando tudo está dando certo.

É preciso mexer no time que está ganhando!

Invista um tempo para analisar seus clientes. Conheça seus desejos e seus problemas até encontrar o “sweet spot” do seu mercado-alvo.

Exercite a audição e faça perguntas a seus clientes. Encontre padrões em seus problemas e seja você a oferecer a solução sob medida para seus clientes.

O seu site está vendendo? Deseja aumentar seus lucros? Amplie sua zona de conforto, conheça seus clientes, e ofereça soluções e mostre os benefícios de seus produtos para seus clientes.

Precisa de ajuda? Entre em contato pelo formulário abaixo!







Artigos relacionados

Os comentários estão fechados.