Géssica Hellmann & Alex Oliveira

Missão: Registramos neste blog nossas pesquisas e nosso pensamento profissional sobre produção e marketing de conteúdo.



Siga-nos!

   Perfil no Google Plus Feeds RSS


Gostou? Divulgue!

Você tem um blog e gostou de nosso conteúdo? Adicione um botãozinho para nós em seu blogroll. Basta copiar o código a seguir!

O resultado será:
Pesquisa - Redação - Projetos Editoriais



Direitos Autorais

O conteúdo deste blog é protegido por direitos autorais. Se você quiser reproduzir na web qualquer conteúdo originalmente publicado aqui, lembre-se de atribuir a autoria a Géssica Hellmann & Cia. Ltda e incluir um link direto para página de onde copiou o conteúdo.
Licença Creative Commons

Licença Creative Commons
Para mais detalhes, consulte nossa página sobre Direitos Autorais

Protegido contra plágio

Protected by Copyscape Online Plagiarism Test


Quer vender? Mostre interesse sincero no seu cliente!

Arquivos: ,

Autor: Alex Oliveira | Data: 21/09/2009 |


O SEO (otimização de sites) é uma função do marketing. Rankings no Google só trazem resultado quando dirigem o visitante para páginas produzidas sob uma correta orientação de marketing.

O que há por trás dessa expressão aparentemente tão simples – “correta orientação de marketing” – que escapa a tanta gente? Qual é o “segredo”, o “pulo do gato”, que faz um site explodir em vendas enquanto outros, às vezes com maior número de visitas, permanecem à míngua?

Vamos deixar que Dale Carnegie, um dos maiores especialistas em relações humanas que já pisou neste planeta relate uma experiência pessoal.

Em uma determinada ocasião, o senhor Carnegie se encontrava na fila de uma agência dos Correios quando disse para si mesmo enquanto observava o cansado funcionário que deveria atendê-lo: “Vou tentar fazer esse rapaz gostar de mim”. Ao chegar a sua vez de ser atendido, o sr. Carnegie resolveu elogiar os cabelos do funcionário e, como previa, o rapaz sentiu-se melhor e mais animado.

Qual é a lição de marketing nesse caso? Para começar, o conteúdo do seu site deve falar sobre o que o cliente gosta. Faça com que as pessoas que visitam o seu site se sintam bem por estar ali. Faça com que elas comentem com os amigos, “Veja só, achei no Google este site aqui muito interessante sobre este assunto que nos interessa a todos…”.

Mas isso é apenas marketing básico. O lado avançado da teoria e da prática, que separa os vencedores dos perdedores, vem logo após o relato do caso. Devolvo a palavra a Dale Carnegie:

Certa vez, narrei este caso em público e um homem perguntou-me depois: ‘Que queria o senhor conseguir dele?

O que eu estava procurando conseguir dele!!! O que eu estava procurando conseguir dele!!!

Se fôssemos tão desprezivelmente egoístas que não pudéssemos irradiar uma pequena felicidade e ensejar uma parcela de apreciação sincera sem procurar obter alguma coisa da outra pessoa como recompensa, se nossas almas não são maiores do que as dos maus maridos, nos encontraremos diante do fracasso que justamente merecemos”.

(Carnegie, Dale. Como fazer amigos e influenciar pessoas. São Paulo: Cia Editora Nacional, 2003, p.150-151)

Eis aí o “segredo”, o “pulo do gato” que falta em tantos sites comerciais. Um interesse legítimo em fazer as pessoas se sentirem bem quando entram em contato com você, com sua empresa, com sua marca, com sua mensagem.

É só compre, compre, compre! As pessoas estão cansadas de vendedores que olham apenas para os próprios umbigos, para as próprias metas.

Os vendedores que não têm um interesse legítimo em prover as melhores soluções para os seus clientes soam aos ouvidos das pessoas como papagaios, com falas decoradas e sorrisos de plástico. Não têm calor, não conquistam, não convencem.

O grande segredo das vendas, seja dentro ou fora da internet, é o calor humano, a atenção e a apreciação sincera, o sorriso autêntico e o interesse real em fazer a melhor oferta do mercado, com a melhor relação entre quantidade, qualidade e custo.

Muitas pessoas abordam o mercado de uma forma cínica. Essas pessoas podem até conseguir alguns resultados no curto prazo, mas estão sempre perdendo clientes para os autênticos vendedores, aqueles que se preocupam em cultivar a confiança e o respeito dos seus clientes.

E a única maneira de conseguir esse resultado é manter sempre em primeiro plano o que você precisa obter com seu site – vender – dirigindo o conteúdo do seu site para aquilo que seus clientes querem obter no seu site – soluções honestas e confiáveis para seus problemas.

Por isso, reveja o conteúdo do seu site. O que ele diz para seus clientes? Seu site está irradiando uma mensagem positiva para seus visitantes? Ou está dizendo apenas, “ei, vem cá que eu quero enfiar a mão no seu bolso”?

Com a mensagem certa, a sua política de marketing de conteúdo trará resultados melhores do que você imagina.

Experimente! Se precisar de ajuda, entrar em contato pelo formulário a seguir.







Artigos relacionados

Os comentários estão fechados.