Géssica Hellmann & Alex Oliveira

Missão: Registramos neste blog nossas pesquisas e nosso pensamento profissional sobre produção e marketing de conteúdo.



Siga-nos!

   Perfil no Google Plus Feeds RSS


Gostou? Divulgue!

Você tem um blog e gostou de nosso conteúdo? Adicione um botãozinho para nós em seu blogroll. Basta copiar o código a seguir!

O resultado será:
Pesquisa - Redação - Projetos Editoriais


Direitos Autorais

O conteúdo deste blog é protegido por direitos autorais. Se você quiser reproduzir na web qualquer conteúdo originalmente publicado aqui, lembre-se de atribuir a autoria a Géssica Hellmann & Cia. Ltda e incluir um link direto para página de onde copiou o conteúdo.
Licença Creative Commons

Licença Creative Commons
Para mais detalhes, consulte nossa página sobre Direitos Autorais

Protegido contra plágio

Protected by Copyscape Online Plagiarism Test


Pesquisa revela hábitos de consumo de vídeo em celulares

Arquivos: , ,

Autor: Géssica Hellmann | Data: 03/01/2013 |

Pesquisa revela hábitos de consumo de vídeo em celulares - Imagem por Géssica Hellmann

Pesquisa revela hábitos de consumo de vídeo em celulares – Imagem por Géssica Hellmann

O estudo IAB – Interactive Advertising Bureau Mobile Phone Video Diaries, conduzido pela empresa OnDevice Research junto a 200 cidadãos americanos usuários de vídeo em celular, montou um retrato detalhado dos hábitos de consumo de vídeo em dispositivos móveis. Esse estudo deve servir como um guia para orientar sua estratégia de marketing de conteúdo com vídeo em 2013. Confira a seguir os principais resultados.

Informações Gerais

  • O volume consumido é grande. 66% consomem pelo menos uma hora de móbile vídeo por semana.
  • Informação e utilidade atraem mais interesse do que a mera intenção viral. As categorias de vídeo mais consumidas são, pela ordem:
    1. Musical – 45%
    2. Trailer de Filmes – 42%
    3. Vídeos Educativos ao estilo “Como Fazer” – 41%
    4. Vídeos “engraçados” com intenção viral – 37%
    5. Vídeo feito pelo usuário ou por um membro da família – 25%
    6. Episódio completo de programa de TV – 23%
    7. Notícias – 21%
  • Compartilhar é a regra. 92% dos consumidores de vídeo em celular compartilham esses vídeos com seus amigos.
  • Vídeos engraçados com intenção viral são mais compartilhados. Embora menos assistidos, eles são mais compartilhados. O ranking do compartilhamento é o que se segue:
    1. Vídeos com intenção viral – 66%
    2. Musical – 52%
    3. Trailer de filmes – 35%
    4. Vídeo feito pelo usuário ou por um membro da família – 31%
    5. Notícias – 23%
    6. Esportes – 19%
  • O formato vencedor é o curta–metragem. 85% preferem assistir a vídeos curtos, com menos de 10 minutos, em seus dispositivos celulares.
  • Apps vencem navegadores. 55% assistem a vídeos em apps, contra 41% que preferem assisti–los em navegadores móveis.
  • Vídeo é um hábito diário. O consumo de móbile vídeos ocorre em todos os horários do dia, todos os dias da semana.
  • Preferência pelo uso doméstico. 63% consomem móbile vídeos quando estão em casa, no início da noite.
  • Preferência pelo vídeo móvel. 46% assistem a um vídeo em seu smartphone na presença de uma segunda tela de vídeo ou enquanto consomem outra mídia, na seguinte ordem:
    1. TV – 22%
    2. PC – 10%
    3. Telefone –6%
    4. Tablet – 6%
    5. Rádio – 5%
    6. Revista – 2%
  • Fatores influentes na seleção do vídeo. Os fatores a seguir foram citados como “o mais importante” pelo seguinte percentual de respondentes:
    1. Rapidez no carregamento/exibição do vídeo – 35%
    2. Confiabilidade da fonte – 24%
    3. Qualidade da imagem – 14%
    4. Gratuidade do conteúdo – 13%
    5. Alta definição (HD) – 6%
    6. Conexão via wi-fi, 3G ou 4G – 3%
    7. Possibilidade de compartilhar – 2%
    8. Qualidade do som – 1%

Integração da publicidade ao consumo de móbile vídeo

As características mais citadas para que um anúncio se integre perfeitamente ao consumo de vídeo foram:

  1. Ter curta duração (10–15) segundos e começar depois do vídeo principal – 42%
  2. Ter curta duração (10–15) segundos e começar antes do vídeo principal – 40%
  3. Oferecer possibilidade de interação caso o consumidor deseje mais informação – 24%
  4. Patrocínios – 21%
  5. Comerciais de TV – 12%
  6. Anúncios Pop–up que aparecem durante a execução do vídeo principal – 9%
  7. Overlays – 6%
  8. Nenhum dos anteriores – 8%

Tema do anúncio

Para uma perfeita integração do anúncio com o vídeo, os tópicos mais citados a que o tema do anúncio deve ser relacionado foram os seguintes:

  1. O vídeo que está sendo assistido – 43%
  2. O local (cidade ou bairro) em que o consumidor se encontra – 29%
  3. Histórico de vídeo assistidos recentemente – 28%
  4. Sites visitados recentemente – 27%
  5. Idade/gênero/outra informação demográfica – 26%
  6. Marcas favoritas – 25%

Conclusões

Como mencionamos no artigo “Pesquisas brasileiras confirmam tendências internacionais”, esse é um tipo de estudo que pede a realização de pesquisa primária em nível nacional para detectar variações brasileiras em relação ao consumo americano de móbile vídeo, especialmente no que concerne a percepção e preferências. Ainda assim, os dados apresentados neste artigo são valiosos no sentido de que podem orientar muitas decisões importantes, tanto na produção de móbile vídeos quanto na criação de anúncios para acompanhá-los.

Precisa de ajuda? Entre em contato pelo formulário abaixo!







Os comentários estão fechados.