Géssica Hellmann & Alex Oliveira

Missão: Registramos neste blog nossas pesquisas e nosso pensamento profissional sobre produção e marketing de conteúdo.



Siga-nos!

   Perfil no Google Plus Feeds RSS


Gostou? Divulgue!

Você tem um blog e gostou de nosso conteúdo? Adicione um botãozinho para nós em seu blogroll. Basta copiar o código a seguir!

O resultado será:
Pesquisa - Redação - Projetos Editoriais



Direitos Autorais

O conteúdo deste blog é protegido por direitos autorais. Se você quiser reproduzir na web qualquer conteúdo originalmente publicado aqui, lembre-se de atribuir a autoria a Géssica Hellmann & Cia. Ltda e incluir um link direto para página de onde copiou o conteúdo.
Licença Creative Commons

Licença Creative Commons
Para mais detalhes, consulte nossa página sobre Direitos Autorais

Protegido contra plágio

Protected by Copyscape Online Plagiarism Test


Pesquisa: o perfil do brasileiro na internet

Arquivos: ,

Autor: Géssica Hellmann | Data: 20/05/2013 |


Nossos amigos do US Media Consulting mais uma vez publicaram uma utilíssima compilação de dados de pesquisa que permitem traçar um retrato bastante completo do consumidor brasileiro na internet. Confira a seguir alguns resultados.

Perfil do consumidor brasileiro na internet: quantos fazem compras por impulso? Fonte: Latin Link. Gráfico por Géssica Hellmann & Cia.

Perfil do consumidor brasileiro na internet: quantos fazem compras por impulso? Fonte: Latin Link. Gráfico por Géssica Hellmann & Cia.

Da pesquisa conduzida pela IAB Brasil e ComScore chamada “Brasil Conectado 2”, conclui-se inevitavelmente que a melhor maneira de falar com o consumidor brasileiro na atualidade é a internet.

  • 74% dos consumidores brasileiros pesquisam na internet os produtos que pretendem comprar.
  • 70% dos brasileiros costumam visitar os sites que veem em anúncios.
  • 66% visitam a loja que esteja sendo anunciada.
  • 63% são induzidos por anúncios online a desejar adquirir produtos anunciados na internet.
  • 69% afirmam que a internet é o meio mais fácil de fazer compras.
  • 63% se sentem seguros em usar o cartão de crédito para fazer compras online.
  • 58% preferem ver publicidade incorporada em vídeos online em vez de pagar para ver o conteúdo.
  • 23% já fizeram compras usando seus smartphones e um número ainda maior já fez compras usando um tablet.

Já uma pesquisa da IPC Marketing revela diversos agregados sobre o consumo no Brasil.

  • O consumo do brasileiro crescerá 10% em 2013 em comparação com 2012, ultrapassando a marca dos 3 trilhões de reais.
  • A classe B tem o maior poder compra (48% do consumo nacional) somando gastos iguais a 1,3 trilhão de reais.
  • O consumo da classe C1, somando 518 bilhões de reais, praticamente empatará com o da classe A, que deve chegar a 539 bilhões de reais.
  • Os principais produtos e serviços em que o brasileiro gasta seu dinheiro são manutenção do lar (25%), saúde e higiene pessoal (9%), transporte (7,5%), material de construção (5%), vestuário e calçados (4,7%), viagens e lazer (3,5%), educação (2,5%), aparelhos eletrônicos (2,2%) e móveis e produtos para o lar (1,8%).
  • Estudo da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços mostrou que as compras com cartões de crédito em 2012 somaram 26% do consumo doméstico, contra 16% em 2007.
  • O brasileiro é o segundo maior consumidor de produtos eletrônicos do mundo, segundo pesquisa da Accenture, com gasto anual médio de 1.080 dólares.
  • 85% dos brasileiros fazem compras por impulso, segundo pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC).
  • Os turistas brasileiros gastaram mais de 6 bilhões de dólares em viagens ao exterior no primeiro trimestre de 2013.
  • 63% dos brasileiros recomendam produtos nas redes sociais, segundo pesquisa da Rakuten.

Consequências para as empresas brasileiras

A conclusão inevitável dos dados acima – e de todas as pesquisas sérias que você queira investigar – é que o brasileiro está disposto a usar a internet antes, durante e depois de gastar o seu dinheiro nos produtos de que necessita.

Nós pesquisamos na internet os produtos em oferta. Usamos a internet para comprar. Recomendamos os produtos que compramos para outros consumidores.

E ainda há quem tenha “medo” de investir em marketing na internet.

De fato, as empresas brasileiras deveriam ter um medo crescente de não investir em marketing na internet. A cada dia que passa, mais e mais consumidores brasileiros aderem com todo o entusiasmo à mídia internet, gastando cifras astronômicas nesta mídia. Quem investir de forma inteligente e estratégica nesta mídia, morderá a maior fatia e deixará os hesitantes comendo poeira.

Vença o medo de investir na internet. Fale com a gente usando o formulário abaixo. Nós temos a estratégia certa para sua empresa conquistar o consumidor brasileiro na internet.







Artigos relacionados

Os comentários estão fechados.