Géssica Hellmann & Alex Oliveira

Missão: Registramos neste blog nossas pesquisas e nosso pensamento profissional sobre produção e marketing de conteúdo.



Siga-nos!

   Perfil no Google Plus Feeds RSS


Gostou? Divulgue!

Você tem um blog e gostou de nosso conteúdo? Adicione um botãozinho para nós em seu blogroll. Basta copiar o código a seguir!

O resultado será:
Pesquisa - Redação - Projetos Editoriais



Direitos Autorais

O conteúdo deste blog é protegido por direitos autorais. Se você quiser reproduzir na web qualquer conteúdo originalmente publicado aqui, lembre-se de atribuir a autoria a Géssica Hellmann & Cia. Ltda e incluir um link direto para página de onde copiou o conteúdo.
Licença Creative Commons

Licença Creative Commons
Para mais detalhes, consulte nossa página sobre Direitos Autorais

Protegido contra plágio

Protected by Copyscape Online Plagiarism Test


Otimização de sites: não deixe os buscadores com fome!

Arquivos: , ,

Autor: Alex Oliveira | Data: 28/04/2008 |


Recebemos diariamente diversas de consultas de empresários preocupados com o desempenho de seus websites nos buscadores.

Na maior parte dos casos, nos defrontamos logo de início com um site visualmente atraente, com muitas funcionalidades tecnológicas mas sem conteúdo textual detectável pelos buscadores.

É preciso entender que os buscadores são grandes devoradores de texto, famintos por palavras. Toda vez que você esconde seu texto em uma imagem, animação, ou dificulta o acesso a ele de qualquer forma, você está criando um problema para si mesmo ao negar aos buscadores o “alimento” por que procuram avidamente.

Idealmente, todo o seu conteúdo de texto de seu site deveria fazer parte do código-fonte de suas páginas web, independente da tecnologia empregada na sua criação. Embora existam técnicas de SEO para praticamente todo tipo de situação, o fato é que a única maneira 100% rápida e segura de garantir a presença de seu conteúdo nos buscadores é permitir acesso imediato aos seus textos diretamente no código HTML do website. Por exemplo, veja este caso que analisamos hoje (vamos chamar a empresa de XYZ Presentes):

Exemplo de código-fonte não-otimizado

Exemplo de código-fonte não-otimizado

Incrivelmente, esse é o código-fonte de uma página de um site de e-commerce, com muitos produtos à venda, a maioria deles muito úteis e a preços bem atrativos! O que aconteceu nesse caso?

Basicamente, a empresa de hospedagem criou um frame para esconder o fato de que todo o conteúdo pertence a eles, não ao site do cliente. O domínio www.presentesxyz.com é um endereço vazio!

Esse é um caso extremo. Mas, como se pode ver, se o seu site não tem texto no código-fonte, fica difícil que os buscadores descubram sobre o que se trata o seu site.

Lembre-se: os buscadores são mastigadores de palavras. Grosso modo, o que ele fazem é analisar as palavras do seu site para descobrir sobre o que ele se trata e, em seguida, oferecê-lo aos internautas que estão usando palavras semelhantes. Portanto, não os deixe com fome!

Precisa de ajuda? Entre em contato pelo formulário abaixo!







Artigos relacionados

Os comentários estão fechados.