Não critique, não condene, não se queixe

Capa do livro "Como fazer amigos e influenciar pessoas", de Dale Carnegie
Capa do livro “Como fazer amigos e influenciar pessoas”, de Dale Carnegie

A atividade de mídias sociais envolve direta e prioritariamente o relacionamento com pessoas. Ontem reli o primeiro capítulo do best-seller “Como fazer amigos e influenciar pessoas” de Dale Carnegie. Este livro foi escrito em 1937, para servir como manual de apoio aos cursos de relações humanas e falar em público, que o autor ministrava nos EUA. No entanto, o livro extrapolou seus objetivos iniciais e tornou-se um dos maiores best-sellers internacionais de todos os tempos, sendo traduzido para quase todos os idiomas.

Apesar de geralmente ser vendido como livro de auto-ajuda, considero esse livro um clássico manual profissional de marketing pessoal.

Destaquei algumas das citações do autor que considero importantíssimas para a base de um relacionamento duradouro:

“A crítica é fútil, porque coloca um homem na defensiva, e, comumente, faz com que ele se esforce para justificar-se. A crítica é perigosa, porque fere o precioso orgulho do indivíduo, alcança o seu senso de importância e gera o ressentimento”.

“B.F. Skinner, o mundialmente famoso psicólogo, através de seus experimentos, demonstrou que um animal que é recompensado por bom comportamento aprenderá com maior rapidez e reterá o conteúdo aprendido com maior habilidade que um animal do que é castigado por mau comportamento. Estudos recentes mostram que o mesmo se aplica ao homem”.

“Você conhece alguém a quem deseja modificar, aconselhar e melhorar? Excelente! Isso é muito bom. Estou inteiramente a favor. Mas por que não começar por si mesmo? De um ponto de vista eminentemente egoísta é muito mais proveitoso do que experimentar melhorar os outros”.

“Se você e eu quisermos evitar amanhã um ressentimento que poderá prolongar-se por décadas e durar até a morte, sejamos indulgentes e não critiquemos, pois assunto nenhum justifica a crítica.”

“Quando tratarmos com pessoas, lembremo-nos sempre que não estamos tratando com criaturas de lógica. Estamos tratando com criaturas emotivas, criaturas suscetíveis às observaçoes norteadas pelo orgulho e pela vaidade”.

“Qualquer idiota pode criticar, condenar e queixar-se – e a maioria dos idiotas faz isso.

Mas é preciso ter caráter e autocontrole para ser complacente e saber perdoar”.

No marketing em mídias sociais, temos que aprender a fazer amigos e influenciar pessoas. Este princípio é o primeiro passo para o sucesso!

Precisa de ajuda? Entre em contato pelo formulário abaixo!
[si-contact-form form=’1′]