Géssica Hellmann & Alex Oliveira

Missão: Registramos neste blog nossas pesquisas e nosso pensamento profissional sobre produção e marketing de conteúdo.



Siga-nos!

   Perfil no Google Plus Feeds RSS


Gostou? Divulgue!

Você tem um blog e gostou de nosso conteúdo? Adicione um botãozinho para nós em seu blogroll. Basta copiar o código a seguir!

O resultado será:
Pesquisa - Redação - Projetos Editoriais


Direitos Autorais

O conteúdo deste blog é protegido por direitos autorais. Se você quiser reproduzir na web qualquer conteúdo originalmente publicado aqui, lembre-se de atribuir a autoria a Géssica Hellmann & Cia. Ltda e incluir um link direto para página de onde copiou o conteúdo.
Licença Creative Commons

Licença Creative Commons
Para mais detalhes, consulte nossa página sobre Direitos Autorais

Protegido contra plágio

Protected by Copyscape Online Plagiarism Test


Mídia Social: o diálogo e o lucro

Arquivos: , , , , , ,

Autor: Géssica Hellmann | Data: 07/08/2008 |

Afirmei em meus últimos artigos a importância de que o profissional de Mídia Social possua conhecimentos básicos em áreas paralelas como: SEO, desenvolvimento web (no mínimo, as noções básicas de HTML), Marketing, Relações Humanas e, principalmente, capacidade de adaptação ao modo como as pessoas usam cada serviço de redes sociais.

Lee Odden alerta em seu blog para a importância de aliar o SEO às publicações de conteúdo realizadas pelos profissionais de Mídia Social. Afinal, as empresas publicam muitos tipos de conteúdos para os mais diversos públicos-alvo.

Por exemplo, num blog corporativo, nem sempre o conteúdo tem o objetivo de vender um produto. Costumo orientar os meus clientes, ao planejarmos a linha editorial do blog, a também disponibilizar conteúdos sem caráter comercial explícito mas que façam parte dos interesses do público-alvo.

Alguns conteúdos, por exemplo, podem ter o objetivo de despertar a atenção de jornalistas, blogueiros e analistas de mercado. Na publicação desse conteúdo, é importante aliar uma estratégia de SEO para que o conteúdo seja dirigido e, principalmente, encontrado pelo público esperado.

Mas, se conteúdo não tem o objetivo direto de vender, o que o empresário pode ganhar com isso?

A resposta é: aumentar a visibilidade da marca!

Quanto vale um convite para que você conceda uma entrevista em uma revista ou em um programa de TV, sem que tenha que pagar por isso? Quanto o empresário economizará ao obter a exposição de sua marca mencionada em um programa de TV, rádio ou jornal sem desembolsar um centavo sequer? Quanto valem links e comentários espontâneos de milhares de blogueiros sobre o conteúdo publicado em seu site?

É por isso que afirmo novamente: um profissional de Mídia Social precisa de uma base de conhecimento multidisciplinar. Somente dessa maneira o profissional de Mídia Social pode oferecer o melhor resultado para seu cliente!

Alguns profissionais afirmam como “dogma” a importância de publicar um blog corporativo separado do domínio principal da empresa. Alegam que é preciso separar os objetivos. Mas qual é realmente o objetivo de todo empresário? Vender seus produtos com lucro, correto?

Um empresário, ao investir em serviços profissionais de Mídia Social, além de abrir um novo canal para dialogar com seus clientes e parceiros, certamente quer conquistar e fidelizar novos clientes. Para que mesmo? Para que comprem seus produtos!

É o resultado desse aumento de vendas que vai permitir que os empresários continuem dispostos a investir e pagar pelos seus serviços.

Li essa semana no blog de Leonardo Pessanha um dado interessante:

“Pela primeira vez, o número de pessoas que acessam blogs ultrapassou a barreira de 50% da audiência da internet residencial, segundo dados do Ibope/Netratings.”

“Em junho, 51% da pessoas que acessaram a internet leram blogs, o que representa 11,7 milhões de leitores. No mês anterior, eram 11,4 milhões, 49,3% de quem navegava na web de suas casas.”

Stelleo Tolda publicou em seu blog os seguintes resultados do E-marketer.com:

Gráfico mostra a evolução no número de compradores online no Brasil entre 2001 e 2007. Fonte: e-marketer

Gráfico mostra a evolução no número de compradores online no Brasil entre 2001 e 2007. Fonte: e-marketer

“Dados do Valor Econômico mencionados no eMarketer apontam um crescimento de 2,6 milhões de compradores únicos em 2003 para 9,5 milhões, em 2007”.

“Apesar dos dados crescentes, sabemos que a porcentagem de e-consumidores ainda é pequena frente ao potencial que temos na web brasileira. Somos mais de 186 milhões de pessoas no Brasil. Destes, mais de 40 milhões são internautas e apenas 9,5 milhões destes 40 são e-consumidores”.

[Editado em 11/12/2012: a fonte da citação acima era http://mlonlinegeneration.wordpress.com/2008/08/07/compradores-online-duplicam-a-cada-dois-anos-diz-emarketer/. Link atualmente indisponível]

Vamos ver um exemplo de sucesso brasileiro? Um excelente caso é o do escritor Paulo Coelho. Ora, como ele é escritor, um de seus objetivos, inevitavelmente, é vender seus livros. Além de ser um escritor de sucesso ele possui um conhecimento fantástico em Marketing, Relações Públicas e, também, em Mídias Sociais.

O perfil no MySpace do escritor é um estrondoso sucesso, tendo envolvido seus fãs apaixonados com a sua marca de uma forma que poucos profissionais marqueteiros conseguem. O escritor lançou o desafio aos seus leitores: filmar um trecho do livro “A Bruxa de Portobello”, do ponto de vista de um dos narradores. O livro possui um total 15 narradores.

Outro fator do sucesso do concurso é que, em vez de ter um único vencedor, Coelho irá escolher quinze vencedores e seus trabalhos serão adaptados e filmados em conjunto, de forma a adicionar elementos inesperados ao produto final.

Paulo Coelho afirma “Agora passamos para uma nova fase do concurso – o momento em que vamos montar o filme a partir dos curtas dos leitores. Alcançamos quase 6000 inscritos e, hoje, temos material suficiente para tornar real a Bruxa Experimental. Estou muito contente com o que nos foi submetido, sendo a maior parte dos filmes de excelente qualidade.”

O resultado do concurso será dia 24 de agosto, data de aniversário do autor. O projeto é financiado pela empresa Hewlett Packard.

Em resumo, o bom profissional de marketing em mídias sociais precisa saber equilibrar e compatibilizar o interesse comercial imediato com o interesses dos diferentes públicos da empresa, jamais esquecendo-se do objetivo de vender, mas sem necessariamente dar uma aparência de vendas a todas as suas ações.

Precisa de ajuda? Entre em contato pelo formulário abaixo!







Os comentários estão fechados.