Géssica Hellmann & Alex Oliveira

Missão: Registramos neste blog nossas pesquisas e nosso pensamento profissional sobre produção e marketing de conteúdo.



Siga-nos!

   Perfil no Google Plus Feeds RSS


Gostou? Divulgue!

Você tem um blog e gostou de nosso conteúdo? Adicione um botãozinho para nós em seu blogroll. Basta copiar o código a seguir!

O resultado será:
Pesquisa - Redação - Projetos Editoriais



Direitos Autorais

O conteúdo deste blog é protegido por direitos autorais. Se você quiser reproduzir na web qualquer conteúdo originalmente publicado aqui, lembre-se de atribuir a autoria a Géssica Hellmann & Cia. Ltda e incluir um link direto para página de onde copiou o conteúdo.
Licença Creative Commons

Licença Creative Commons
Para mais detalhes, consulte nossa página sobre Direitos Autorais

Protegido contra plágio

Protected by Copyscape Online Plagiarism Test


Marketing de conteúdo: a necessária mudança de mentalidade

Arquivos: , ,

Autor: Géssica Hellmann | Data: 05/11/2012 |


As marcas mais ativas no mercado americano já estão se comportando, cada vez mais, como empresas de mídia, produzindo conteúdo para uma grande variedade de canais que incluem vídeos, fotos, infográficos e artigos. A liderança no mercado americano tem sido exercida pelo vídeo citado por 87% das empresas consultadas em estudo da Outbrain realizado no início deste ano seguido de perto pelo blog, como se pode ver na figura a seguir.

Tipos de conteudos criados por marcas americanas: vídeos e blogs predominam.

Tipos de conteudos criados por marcas americanas: vídeos e blogs predominam.

A adoção de uma estratégia de marketing de conteúdo requer dois tipos de mudança de mentalidade em relação às estratégias tradicionais. A primeira é a abordagem tradicional de vendas e auto-promoção explícitas. Como o objetivo do marketing de conteúdo é facilitar a expansão da marca através do consumo, compartilhamento, comentário e criação de conteúdo por parte do usuário, os profissionais de marketing precisam aprender a pensar cada vez mais como consumidores. Surge a necessidade de avaliar suas peças de conteúdo em função de seu potencial de compartilhamento, “curtidas”, “repins”, “comentários” e outros tipos de engajamento.

A segunda mudança requerida é nos métodos de avaliação do sucesso das campanhas. A maior parte dos profissionais concorda que se um grande número de pessoas se interessa o suficiente para compartilhá-lo com seus amigos, esse ato de compartilhar já pode ser considerado um indicador de engajamento com a marca e, portanto, de sucesso da campanha. Além do engajamento, também recebe peso considerável pelos profissionais de marketing de conteúdo o número de visitas, visualizações ou downloads de conteúdo. Veja na próxima figura as métricas de sucesso mais citadas no mesmo estudo da Outbrain.

Métricas de sucesso em marketing de conteúdo mais empregadas pelas empresa americanas: para quase 90%, engajamento é sinônimo de sucesso.

Métricas de sucesso em marketing de conteúdo mais empregadas pelas empresa americanas: para quase 90%, engajamento é sinônimo de sucesso.

Considerando que o sucesso no marketing de conteúdo depende fortemente das reações das pessoas na esfera social, a medida do sentimento torna-se um indicador chave, de modo que as empresas estão cada vez mais interessadas em medir o impacto de medidas como “menções positivas versus menções negativas” na avaliação de suas ações de marketing de conteúdo, o que representa um distanciamento ainda maior em relação aos números “frios” empregados nas avaliações do marketing tradicional.

Assim, o maior desafio inicial do marketing de conteúdo é de mentalidade. Os profissionais precisam não só aprender a utilizar novos critérios de avaliação de resultados como assegurar que os níveis superiores da organização aprendam e aceitem a trabalhar com esses novos critérios.

Precisa de ajuda? Entre em contato!







Artigos relacionados

Os comentários estão fechados.