Géssica Hellmann & Alex Oliveira

Missão: Registramos neste blog nossas pesquisas e nosso pensamento profissional sobre produção e marketing de conteúdo.



Siga-nos!

   Perfil no Google Plus Feeds RSS


Gostou? Divulgue!

Você tem um blog e gostou de nosso conteúdo? Adicione um botãozinho para nós em seu blogroll. Basta copiar o código a seguir!

O resultado será:
Pesquisa - Redação - Projetos Editoriais


Direitos Autorais

O conteúdo deste blog é protegido por direitos autorais. Se você quiser reproduzir na web qualquer conteúdo originalmente publicado aqui, lembre-se de atribuir a autoria a Géssica Hellmann & Cia. Ltda e incluir um link direto para página de onde copiou o conteúdo.
Licença Creative Commons

Licença Creative Commons
Para mais detalhes, consulte nossa página sobre Direitos Autorais

Protegido contra plágio

Protected by Copyscape Online Plagiarism Test


Investir em blog corporativo

Arquivos: , ,

Autor: Géssica Hellmann | Data: 01/05/2008 |

Vamos supor que você já leu tudo o que já foi publicado sobre mídia social na opinião de vários especialistas, inclusive sobre a importância de um blog como estratégia de marketing em mídia social para a sua empresa. Você provavelmente procurou, e explorou algumas ferramentas de blogs e entendeu sua plataforma. Conversou com os membros de sua equipe, e você se sente pronto para iniciar o seu blog corporativo. Mas será que está mesmo?

O que apresento a seguir não é uma “fórmula pronta” para criar o seu blog corporativo, mas cinco questões práticas que devem ser respondidas antes de iniciar seu projeto de blog corporativo. Caso já tenha iniciado seu blog e não tenha sólidas respostas a estas perguntas, provavelmente você tem um blog sem muitos leitores – a não ser, talvez, os seus próprios funcionários. Assim, vale a pena ler encontre algumas possíveis soluções para mudar situação atual.

Inspirada no artigo de Jason Falls (http://www.socialmediaexplorer.com/2008/04/11/practical-guide-to-starting-a-corporate-blog/) apresento cinco questões relevantes para seu projeto de blog corporativo:

Definir a linha editorial. Claro, isso soa bastante óbvio, mas nem sempre o é. Qual linha utilizar? Como criar um diálogo que cative meus leitores (potenciais clientes)? Primeiro, lembre-se de que qualquer que seja a linha editorial, é preciso “humanizar” o conteúdo. Ou seja, ele deve estimular os seres humanos comuns que trabalham em um empresa a dialogar e trocar idéias com outras pessoas normais.

Determinar quem detém responsabilidade editorial. Quem será responsável pelo blog? O presidente executivo? O gerente de Relações Públicas? Quantas pessoas trabalharão na definição da linha editorial? Quem será responsável pelo calendário editorial, atribuindo tarefas a pessoas, para acompanhar o cumprimento de metas e prazos? Quem será o moderador e responderá as dúvidas e comentários dos leitores? A partir dessas perguntas, você já pode perceber facilmente que delegar a totalidade da tarefa a um único funcionário pode ser impraticável.

Determinar quem são seus escritores. O gerente de Relações Públicas muitas vezes não pode e, sinceramente, não deve, na maioria das circunstâncias, ser o único autor do blog. Dependendo do tamanho e do alcance da sua empresa, há diferentes departamentos em diferentes áreas de atuação. Sua audiência é provavelmente ampla se interessa por cada um deles, em grau menor ou maior.

Decidir como gerar ideias para as publicações. Uma reunião semanal com a equipe? Qual a duração máxima de cada reunião? Onde buscar inspiração? Lembre-se de que seus clientes não vão querer ler relatórios contábeis ou comerciais em seu blog. Eles querem conteúdo e informações interessantes!

Determinar com que frequência o blog será atualizado. Qualquer consultor de mídia social irá dizer-lhe que quanto maior a frequência, melhor. Afinal, atualizações constantes mantêm seus leitores visitando diariamente seu site e aumenta o interesse dos motores de buscas em seu blog corporativo. Mas quantas vezes você deve atualizar seu blog? Uma vez por mês? Uma vez por semanal? Todos os dias? Como decidir? Antes de tomar a decisão, pergunte-se: “qual a minha meta para este blog”?

Você precisa se perguntar se tem recursos (pessoas e tempo) disponíveis para produzir a frequência de atualizações desejada? Caso você perceba que dispõe apenas de uma pessoa de confiança para escrever e responder pela empresa, o tempo disponível será o seu maior problema. Afinal, além do projeto de blog corporativo, esse funcionário terá que cumprir outra metas? Se for esse o caso, quantas horas por semana você pode disponibilizar para que esse funcionário se dedique ao blog? Uma hora? Menos? Se for essa a resposta, a conclusão óbvia é de que chegou a hora de procurar profissionais fora da sua empresa, especializados em Mídia Social para implementar esse projeto.

Lembre-se: manter um blog corporativo não é somente escrever alguma coisa periodicamente. O trabalho envolve tempo para pesquisar outros blogs, notícias sobre sua empresa e seus concorrentes, conhecimento sobre os vários serviços de mídia social, criação de relacionamentos, envolvimento em tempo integral com a web 2.0.

É novamente o momento de perguntar: estou pronto para fazer o blog corporativo de minha empresa?

Investir em Mídia Social é estar conectado com seus clientes e futuros clientes. A ação na Mídia Social é a melhor maneira de saber o que seus clientes pensam sobre sua empresa, quais são as suas necessidades, os seus desejos, as suas aspirações. É agir com o objetivo de obter essas informações e, com elas, capacitar-se a aumentar a credibilidade de sua empresa junto a seus públicos, valorizando sua marca no mercado! Então, o que você está esperando?

Precisa de ajuda? Entre em contato pelo formulário abaixo!







Os comentários estão fechados.