Géssica Hellmann & Alex Oliveira

Missão: Registramos neste blog nossas pesquisas e nosso pensamento profissional sobre produção e marketing de conteúdo.



Siga-nos!

   Perfil no Google Plus Feeds RSS


Gostou? Divulgue!

Você tem um blog e gostou de nosso conteúdo? Adicione um botãozinho para nós em seu blogroll. Basta copiar o código a seguir!

O resultado será:
Pesquisa - Redação - Projetos Editoriais



Direitos Autorais

O conteúdo deste blog é protegido por direitos autorais. Se você quiser reproduzir na web qualquer conteúdo originalmente publicado aqui, lembre-se de atribuir a autoria a Géssica Hellmann & Cia. Ltda e incluir um link direto para página de onde copiou o conteúdo.
Licença Creative Commons

Licença Creative Commons
Para mais detalhes, consulte nossa página sobre Direitos Autorais

Protegido contra plágio

Protected by Copyscape Online Plagiarism Test


Investimento em mídia digital deve superar outras mídias

Arquivos: , ,

Autor: Géssica Hellmann | Data: 07/02/2013 |


Pesquisa realizada nos Estados Unidos junto a 100 agências de propaganda pela empresa Strata sugere que o investimento em mídia digital deve superar a publicidade nas mídias tradicionais em futuro próximo.

Predomínio de anúncios online, marketing de buscas e mídias sociais

Da amostra pesquisada, 54% afirmam que seus clientes estão mais interessados em anunciar na TV do que em qualquer outra mídia. As mídias digitais ocupam o segundo lugar, sendo a preferida por 30%. Entretanto, cerca de um terço dos respondentes têm a expectativa de gastar mais em mídias digitais do que nas mídias tradicionais no prazo de 1 a 3 anos. Para mais de 80% das agências consultadas, o foco desses gastos será com anúncios publicitários (“display ads”), seguido pelo marketing de buscas, citado por 71%, e pelas mídias sociais, presente em 52% das respostas.

Declínio das mídias tradicionais e o desafio do mix de mídia

A pesquisa demonstra um declínio no interesse por comerciais de TV, com uma queda de 40% em relação ao ano anterior. A publicidade no rádio declinou um pouco mais lentamente, registrando uma queda de 32% no interesse pela mídia em 12 meses. Já o interesse pela publicidade impressa despencou: é de 60% em 12 meses a queda no número de anunciantes que se dizem interessados em investir em publicidade impressa.

Para 22% das agências pesquisadas, o maior desafio é otimizar o mix de mídias, sendo que 76% afirmaram usar pelo menos 3 mídias diferentes em cada campanha.

Conclusões

Os resultados desta pesquisa coincidem claramente com a tendência global de crescimento da mídia internet detectada pelo Instituto Nielsen. Cada vez mais, a mídia digital se converte na opção preferencial dos anunciantes. A instantaneidade, a eficiência, a capacidade de segmentação, a possibilidade de realização de ajustes e implementação de mudanças de tática em tempo real, a facilidade de obtenção de feedback instantâneo por parte dos clientes, estão entre os muitos benefícios das mídias digitais que aumentam a cada ano sua atratividade para os profissionais de marketing..

O principal fator a considerar, porém, é que os consumidores e compradores empresariais estão aderindo cada vez mais às mídias digitais para basear suas decisões de compra. É simplesmente lógico que as empresas que desejam crescer procurem se fazer cada vez mais presentes nas mídias em que os seus clientes investem a maior parte de seu tempo quando se encontram no processo de realizar uma compra.

No Brasil, essa tendência também se apresenta como inexorável. O consumidor brasileiro está se tornando cada vez mais um consumidor online, com crescente participação das mídias móveis em seu processo de compra.

Diante de todos esses fatos, não há o que discutir: se a sua empresa ainda não usa as mídias digitais, precisa começar já. Caso já use as mídias digitais, certamente pode e deve realizar um esforço permanente de otimização de seu mix de mídias. Seja qual for a situação de sua empresa, ela certamente se beneficiará com o auxílio de uma consultoria experiente, capaz de prover orientação de base científica, fundamentada em permanente atualização nas mais recentes pesquisas. Basta entrar em contato pelo formulário a seguir.







Artigos relacionados

Os comentários estão fechados.