Géssica Hellmann & Alex Oliveira

Missão: Registramos neste blog nossas pesquisas e nosso pensamento profissional sobre produção e marketing de conteúdo.



Siga-nos!

   Perfil no Google Plus Feeds RSS


Gostou? Divulgue!

Você tem um blog e gostou de nosso conteúdo? Adicione um botãozinho para nós em seu blogroll. Basta copiar o código a seguir!

O resultado será:
Pesquisa - Redação - Projetos Editoriais


Direitos Autorais

O conteúdo deste blog é protegido por direitos autorais. Se você quiser reproduzir na web qualquer conteúdo originalmente publicado aqui, lembre-se de atribuir a autoria a Géssica Hellmann & Cia. Ltda e incluir um link direto para página de onde copiou o conteúdo.
Licença Creative Commons

Licença Creative Commons
Para mais detalhes, consulte nossa página sobre Direitos Autorais

Protegido contra plágio

Protected by Copyscape Online Plagiarism Test


Gestão de Marketing em Mídias Sociais – Parte 2 – Tarefas gerenciais no nível estratégico

Arquivos: , , , , ,

Autor: Géssica Hellmann | Data: 17/10/2012 |

Como vimos no artigo anterior, o aspecto essencial da formulação da estratégia de marketing em mídias sociais é o ato de definir a cadeia de crenças que será trabalhada em cada um de seus públicos-alvos ao longo do tempo. Mas é claro que a gestão da estratégia de comunicação vai além desse aspecto essencial, sendo dotada de razoável complexidade. Para facilitar a compreensão, subdividimos em um conjunto de 7 palavras-chaves as tarefas gerenciais específicas da estratégia de marketing em mídias sociais.

São 7 as tarefas de gestão estratégica de marketing em midias sociais: Integração, Foco, Sistematização, Alocação, Coesão, Comunicação, Controle

São 7 as tarefas de gestão estratégica de marketing em midias sociais: Integração, Foco, Sistematização, Alocação, Coesão, Comunicação, Controle

  • Integração: Definir a posição da unidade estratégica em relação às crenças gerais da empresa. É preciso entender, em primeiro lugar, que toda organização tem o seu próprio sistema de crenças e que a estratégia de qualquer subconjunto dessa organização deve refletir, e jamais contradizer, o sistema superior. Em segundo lugar, a organização também tem seus próprios públicos-alvos, cujas crenças deseja influenciar. Assim, é fundamental que a estratégia da unidade esteja sempre integrada à estratégia do sistema maior.
  • Foco: Derivar do conjunto de crenças da corporação, um conjunto de objetivos para a unidade estratégica, definindo-os em termos de crenças chaves para públicos-alvos chaves, tendo em vista um horizonte de longo prazo. A ideia subjacente a este conceito é a de que cada um dos objetivos perseguidos cada subconjunto (unidade estratégica) da organização  contribua efetivamente para os objetivos do conjunto, evitando a dispersão de esforços na perseguição de objetivos cujo efeito geral pode ser inócuo ou, até, contraproducente.
  • Sistematização: Definir a cadeia de crenças necessárias para realizar cada objetivo de longo prazo, estabelecendo prazos cada subcrença individual.
    • Esquematicamente:
      5 anos → C
      1º ano → C¹
      2º ano → C²
      3º ano → C³
      etc.
  • Alocação: Assegurar que cada crença definida como estratégica disponha de quantidade e qualidade adequada de pessoas, equipamentos e outros recursos para sua realização.
  • Coesão: Assegurar a coerência e a unidade entre os diversos projetos. Vale explicar a diferença entre “integração” e “coesão”. Enquanto a “integração” é “vertical”, isto é, da unidade de negócios em relação ao conjunto da organização, a “coesão” é “horizontal”, isto é, refere-se à unidade entre os projetos das diferentes unidades de negócios, ou até mesmo, entre os diferentes projetos de uma mesma unidade de negócios.
  • Comunicação: Comunicar a toda a equipe quais são as crenças defendidas pela unidade estratégica, motivando a equipe, estabelecendo regras de conduta e esclarecendo as fronteiras entre a opinião individual e a posição oficial da organização.
  • Controle: Monitorar o progresso das diversas ações rumo aos objetivos estratégicos e, quando necessário, implantar medidas corretivas.

Esperamos ter deixado claro que cada palavra-chave mencionada anteriormente representa, na verdade, um conjunto de tarefas que pode variar muito de uma organização para outra. Entretanto, todas as organizações envolvidas com a gestão estratégica de marketing em mídias sociais deverão gerenciá-las com eficiência já que praticamente todas as variações ocorrerão em seu âmbito dessas palavras-chaves.

Precisa de ajuda? Entre em contato!







Os comentários estão fechados.