Géssica Hellmann & Alex Oliveira

Missão: Registramos neste blog nossas pesquisas e nosso pensamento profissional sobre produção e marketing de conteúdo.



Siga-nos!

   Perfil no Google Plus Feeds RSS


Gostou? Divulgue!

Você tem um blog e gostou de nosso conteúdo? Adicione um botãozinho para nós em seu blogroll. Basta copiar o código a seguir!

O resultado será:
Pesquisa - Redação - Projetos Editoriais


Direitos Autorais

O conteúdo deste blog é protegido por direitos autorais. Se você quiser reproduzir na web qualquer conteúdo originalmente publicado aqui, lembre-se de atribuir a autoria a Géssica Hellmann & Cia. Ltda e incluir um link direto para página de onde copiou o conteúdo.
Licença Creative Commons

Licença Creative Commons
Para mais detalhes, consulte nossa página sobre Direitos Autorais

Protegido contra plágio

Protected by Copyscape Online Plagiarism Test


A Mágica da Indexação Rápida nas Ferramentas de Busca

Arquivos: ,

Autor: Alex Oliveira | Data: 29/12/2006 |

Segundo o próprio Google, seu índice contém cerca de oito bilhões de páginas da web – 8.000.000.000. Ou seja, há mais páginas na web do que seres humanos caminhando no planeta. Se perguntarmos ao grande G. como o webmaster deve proceder para adicionar um site ao seu índice, ele dá uma resposta meio atravessada e auto-glorificante:

Como adiciono meu site aos resultados de busca do Google? A inclusão nos resultados de buscas do Google é gratis e fácil; você nem precisa apresentar seu site ao Google. O Google uma ferramenta-de-busca totalmente automatizada que utiliza softwares conhecidos como ‘spiders’ (Nota do Blogmaster: literalmente, “aranhas”, também conhecidas como ‘robôs’ ou ‘bots’) para vasculhar a web regularmente e encontrar sites para adicionar ao nosso índice. De fato, a vasta maioria dos sites listados em nossos resultados não são apresentados manualmente, para inclusão, mas encontrados e adicionados automaticamente enquanto nossos ‘spiders’ vasculham a web”.

Sei. Você pode esperar quatro, cinco ou seis semanas até que o google-bot finalmente se dê conta de que seu site existe – mais um entre 8 bilhões? Que tal manter sua página no ar por cinco anos e não ver o seu site indexado? Vejamos um exemplo. Digitando a expressão site:www.estreladovale.com.br no grande G., obtemos a seguinte resposta:

O Google não indexa o site da Estrela do Vale

O Google não indexa o site da Estrela do Vale

Ou seja, até onde o Google sabe, esse endereço simplesmente não existe.

Agora, experimente copiar e colar o endereço acima no seu navegador:

O site da Estrela do Vale existe, mas o Google não consegue indexá-lo

O site da Estrela do Vale existe, mas o Google não consegue indexá-lo

Bem, o site existe, está no ar desde 2001, e a “fabulosa aranha mágica” nem aí…

“Mas será que você pode deixar de enrolação e explicar logo qual é o truque”?

Estou demorando a chegar ao ponto porque, de fato, o “truque” começa ANTES de colocar o seu site no ar!

Veja o site da Estrela do Vale. Um enorme vazio vermelho com um “clique aqui para entrar”. Clique com o botão direito do mouse na área do link e clique em “Propriedades”. Na propriedade “link”, campo “endereço”, lê-se “javascript:;”. Se você clica na imagem, aparece uma janela pop-up com todo o conteúdo do site.

Para efeito de indexação, trata-se de um site sem conteúdo, um endereço web que contém apenas uma página vazia. Os “bots” não o adicionam ao índice porque não encontram o que indexar.

Nas “Diretrizes Google para Webmasters” – você encontra uma série de dicas sobre como planejar o seu website para que ele seja “amigável ao google-bot”. Está aí um “amigo” que vale a pena conquistar.

Logo, o primeiro passo é criar conteúdo, e, em seguida, planejar um layout de apresentação desse conteúdo seja facilmente localizável pelos spiders das ferramentas-de-busca.

Excesso de javascripts, controles ActiveX, páginas de introdução em Flash, páginas iniciais com conteúdo dinâmico, nada disso ajuda a “conquistar a amizade” dos spiders.

Portanto, planeje com cuidado a utilização desses recursos. Procure incluir texto e links de texto simples no início da página inicial e de todas as páginas que deseja ver indexadas ANTES daquele “super-código” que faz tudo piscar e se mexer na sua página. Eles são atrativos para os usuários, mas espantam os bots.

Mas, afinal, como foi que você conseguiu indexar este blog em apenas 6 dias???

Primeiro, escolhi um template amigável – a maioria dos templates do blogger são amigáveis. Criei conteúdo e coloquei no ar.

Em seguida, cobri todas as apostas e esperei.

Os spiders são programas que se comportam como “visitantes” em sua página web. “Lêem” o texto – por isso é tão importante não encobrir o seu texto com excesso de código – e “clicam nos links” disponíveis em cada página. É “clicando nos links” que eles descobrem as páginas internas a partir da página inicial.

E é “clicando nos links” de sua página para outros sites que eles “magicamente” descobrem novos sites.

Em miúdos, se nenhum outro site puser um link para o seu, você provavelmente nunca será descoberto.

Mas, se você já tiver um blog ou site indexado, esse problema praticamente não existe. Bastou adicionar um link para este blog em páginas indexadas de meus outros sites para que este fosse localizado rapidamente. Veja a figura a seguir:

Verificação de links para este blog no Altavista

Verificação de links para este blog no Altavista

Um link na minha página de links no Multiply, uma referência no blog do Multiply e outra referência na página “Sites-Amigos” de um site que administramos e… Voilá! Cá estamos, indexados no Google, Yahoo! e MSN em apenas 6 dias.

Obviamente, essa questão dos links não é tão simples assim. Há toda uma série de critérios de criação e avaliação de páginas de links que, sozinhos, valeriam um blog só para o assunto.

De fato, na minha trajetória como “Search Engine Manager” (Gestor de Ferramentas de Busca) do Gehspace, tive oportunidade de travar contato com alguns “Link Exchange Managers” – Gerentes de Troca de Links!

Isso mesmo. A tarefa de SEO tornou-se tão complexa que já exige profissionais especializados trabalhando em tempo integral somente para tratar do assunto “gestão de links”.

***Ok, mas se bastava adicionar um link segundo determinadas regras, o que você quis dizer com “cobrir todas as apostas”?***

Eu quis dizer que não me limitei a adicionar os links às páginas sobre as quais tenho controle. Usando um software chamado WEBCEO, apresentei este blog a cerca de 150 ferramentas-de-busca ao estilo “directory list” (mal-traduzido como “listas de diretório”, na realidade, “listas telefônicas da web”) para as quais basta preencher um formulário e responder aos e-mails de confirmação para que este site passa a fazer parte de seus índices.

Ok, a massa dos internautas não usa mais essa ferramentas-de-busca, preferindo o Google e congêneres.

Mas, no fim das contas, essas ferramentas-de-busca ancestrais são sites e, como tais, recebem visitas regulares dos spiders, que acabam “reparando” nas mudanças em seus índices.

Poderia ter demorado muito para que os bots encontrassem links para este blog se eu me baseasse apenas nos sites sobre os quais tenho controle. Como essas “listas de diretório” não cobram nada para incluir meu site lá, por que não fazê-lo?

Ao cobrir todas as apostas, multiplicando os links por mais de 150 sites, aumentei em muito a probabilidade de que este blog fosse rapidamente encontrado.

Deu certo, como podem ver.

Mas conseguir indexação é apenas o primeiro passo. Um passo crucial, obviamente: sem ele, você nem entra no jogo. Agora, o desafio é ganhar relevância para aparecer nas primeiras páginas de resultados do Google, Yahoo! e MSN (Windows Live). Vamos tratar desse tema nos próximos posts.

Precisa de ajuda? Entre em contato pelo formulário abaixo!







Os comentários estão fechados.